Pesquisar
Close this search box.

Servidores da Saúde decidem na sexta-feira uma paralisação por tempo indeterminado

Abandono do Heuro, falta de condições de trabalho e paridade do auxilio-alimentação e estão na pauta dos trabalhadores.

Nesta sexta-feira, 8, os servidores da saúde de Rondônia devem aprovar, em assembleia, uma paralisação por tempo indeterminado no setor. A pauta de reivindicações é extensa e passa pela escolha do local e abandono das obras do Heuro, o hospital de emergências, até a paridade do vale alimentação, que gira atualmente em torno de R$ 250, enquanto que em outras secretarias, o valor chega a R$ 1.500,00.

O secretário de Finanças do Sindisaúde, Golbery da Paixão Leitão, afirmou à PANEL POLÍTICO que a pauta da assembleia desta sexta-feira vai tratar da revisão das tabelas salariais do PCCR/SESAU, plantões extras, carga horária de trabalho, auxílio-alimentação, auxílio-transporte, PASEP, e deliberação pelo indiciativo de greve geral.

A concentração terá início a partir das 7h30min nas unidades de saúde de Porto Velho e Cacoal.

Abandono

Uma das queixas dos profissionais de saúde tem sido a polêmica obra do Hospital de Emergências de Porto Velho, o Heuro, que está abandonada. De acordo com Golbery, a escolha do local foi totalmente inadequada, já que a região é alagadiça e de difícil acesso, “sem contar que estão totalmente abandonadas. Se você passar por lá em dia de chuva, vai entender que nenhuma ambulância vai conseguir chegar naquele local”, disse o secretário.

Fonte: PAINEL POLÍTICO – BLOG